Contando história


Conta minha mãe, que quando eu nasci, precisei de uma transfusão do sangue dela. Eu penso que foi então que começou minha jornada de pesquisa sobre estar no “Corpo Humano”, Ser Humano.

Minha mãe me colocou no Ballet aos 12 anos. Eu me encantei pra sempre.
Tive encontros notáveis com pessoas da minha mais alta admiração.
Aos 15 visitei 11 países da Europa por 60 mágicos dias, viajando sozinha pela primeira vez. Encontrei “por acaso” a Prima Balerina do Municipal da época, Ruth Lima, e sua mãe.

Aos 21 anos tive minha primeira filha em Tokyo, onde estava residindo. Estávamos chegando da California, vivemos um período em  Los Angeles. Fiz diversas aulas de dança moderna e contemporânea. Foi lá também, que soube que estava grávida e passei os primeiros 4 meses da gravidez. Lá eu conheci as mulheres do instituto de parteiras de Los Angeles e aprendi muito sobre meu corpo, minha gravidez e parto.
Essas mulheres notáveis foram minha primeira inspiração do que um dia seria o meu ofício.

 Observe a respiração

Articule sua mente

 

Anúncios