É pra deixar sair


É pra deixar sair

Muitas vezes, aquele desconforto no peito, parecendo que o coração está doendo e o ar falta; não é nada menos que gases presos em nosso tubo digestório.
Quando praticamos exercícios, especialmente os que incluem a conscientização corporal e da respiração. Esses gases são movimentados dentro das vísceras e com o movimento respiratório e outros fatores favoráveis, buscam seu caminho pra fora do corpo.
E sei que é chato, pelo odor, embora alguns nem tenham odor.
Pode-se ver o cômico da situação, mas nunca devemos prender um “pum”. Nem arroto.
Totalmente de acordo com o livro “Deixa Sair”
de Sonia Hirsh. Leia o trecho:
“…A cena se passou num terreiro de umbanda. Corria a sessão normalmente quando alguém veio avisar ao Pai José que tinha uma velhinha passando mal.
Pai José mandou trazer a velhinha — uma senhora pequena, magrinha, de seus 70 anos, com cara realmente de estar nas últimas. Sentaram-na numa cadeira.
Pai José olhou, mediu, se concentrou, de repente perguntou baixinho pra ela: Suncê peida, filha?
A velhinha, agoniada, olhou em volta pedindo ajuda.
Alguém traduziu: Ele quer saber se a senhora solta gases!
A velhinha, agoniada que estava, mais ainda ficou. Pai José pediu então para fazer um chá bem forte de dente-de-leão, e enquanto isso colocou sua mão direita vibrando em direção à barriga da velhinha. Veio o chá, ela bebeu, e momentos depois soltava uma sonoríssima torrente de puns — e sua expressão foi se aliviando, as cores voltando, e ela começou a sorrir para o Pai José.
Que sorriu de volta e comentou: Tem que peidar, né, filha? Senão, esse gás aí dentro vai fazer suncê sair voando pelo céu antes da hora…”

Articule sua mente
Observe a respiração
http://www.facebook.com/corpoinconsciencia

Anúncios

Um pensamento sobre “É pra deixar sair

Os comentários estão desativados.