Lidando com o Corpo que dói


sombra_topo
O dia aqui começou antes das 7.
Parecia mais uma “Segunda-Feira” de ressaca.
A dor pode levar ao desespero, o ser humano.
Lógico que médico fica doente, psicólogo fica psicótico e terapeuta corporal fica com dor.
Me notando assim, meio manhosa, querendo chamar alguém ou tomar um remédio; por alguma razão, que não sei, senti que lidar comigo mesma, naquele momento, era como lidar com uma criança.
Então, me dei um banho relaxante.
Me fiz café fresco. Me hidratei com água e óleo de côco.
Senti alívio depois da oleação e café da manhã.
Estava devidamente hidratada, alimentada e estava pronta pra alguns alongamentos.
Depois disso, a dor já não era a mesma. Eu a sentia, mas aprendi na prática de hoje a respirar como reação a dor. Me aquietar para perceber a fala do corpo.
O corpo grita quando quer atenção.
Atenção é, na minha opinião, a mais eficaz ferramenta do amor.
Por isso para realmente praticar o amor próprio, temos que dedicar tempo e atenção ao corpo.
Cuidar de suas necessidades e aprender com suas falas ocultas.
Por trás de cada dor que sentimos no corpo, com certeza, se respirarmos o suficiente, vamos encontrar por trás da dor, a nós mesmos, como partes esquecidas, para a re-união necessária.
Tenhamos paciência nesse processo de consciêntização.
Façamos diferente para conseguir resultados diferentes dos que conquistamos até agora.
A vontade sobre o corpo. A Consciência da vida em cada um.

CorpoInConsciencia
Faça-se uma gentileza
Observe sua respiração.
Articule sua mente

 

Anúncios

6 pensamentos sobre “Lidando com o Corpo que dói

  1. Pingback: Lidando com o corpo que dói | Instituto Lumni

  2. Pessoa linda por trás do “CorpoInConsciência”…quero agradecer do fundo do coração por essas palavras, frutos maduros da compreensão de seu próprio caminho e que por ressonância compartilha! Estou lendo todos os seus posts e me encantando com tamanha capacidade de sintetizar…Um beijo no coração!!!

    Curtir

Os comentários estão desativados.