Amor de Lua


Minha Lua,

brincando-lua-14

Como gostaria de te ter em meus braços nesses tempos de tormentos e conquistas.
Seria tão mais fácil se fosse pequena e coubesse em meus braços de novo
De onde eu pudesse te cobrir de mim e preencher seu vazio.
Sim, eu já passei por essa rua, conheço as quebradas desse caminho.
Pois deixo aqui registrado, que esse vazio é mais uma ilusão;

Ciente de que entre a filha que pari e a pessoa que é hoje, existe a Vida
No tempo. Lembro também que existe a minha pessoa viva.
Que já não é a mesma que te acolheu, pariu e criou.
O movimento é constante e nós estamos crescendo

Eu não tive o compromisso de ser mãe-perfeita,
Sei que muitas vezes, não pude preencher seu vazio.
Nem sempre pude te envolver;
Na verdade, minha Lulinha,
Eu só estive tentando fazer um pouco mais
que apenas respirar…

É uma tarefa hercúlea, criar seres humanos.
E por isso, eu te peço perdão. Errei muito.
Com a mesma gana de acertar, eu errei.
Acertei outro tanto. E ainda não fechei a conta.

E pelo mesmo motivo, eu te perdoo
pelas tarefas hercúleas que assume pra si
Pela prepotência infantil, pela inveja
por sentir sua insuficiência e pela ingratidão juvenil.

Já não me agonio tanto como antes,
por não me sentir suficiente
Eu respiro para me bastar
Talvez  então me sinta suficiente
Aprendo como atravessar o rio pra você poder saber também.

É isso que vou fazer por você;
estou certa que um dia isso te será útil.

Eu pari uma flor delicada e sensível.
Uma raridade que poucos entendiam
ou entendem. Eu estive contigo no colo, nos anos de dor e medo.
Eu me via na imensa solidão de criatura tão pequena.

Hoje, tão longe do meu bebê e da menina que te pariu
sinto vontade de reavivar essa memória
Esse tipo de lembrança que fica no coração de mãe
Para os momentos de saudade…

Já não precisas mais de mãe,
Agora se consagrou mãe de filha
Está em plena provação
Da força e suavidade

No dia em que sentir aquele bebe ressurgir em você
No dia em que a vida foi difícil
Pode vir para esse colo seu,
empoeirado e vazio
mas que ainda tem conforto e histórias
Pra te fortalecer durante o caminho.

E quando eu já não estiver mais aqui
Deixei as histórias e os irmãos
Para lembrar do amor
Que não começou nem terminou
E que é somente teu e de mais ninguém.

E porque meu amor é real,
Na minha carne viva,
Não permito proximidade,
de ser humano algum
Que deseje de mim
O nada de meus nãos
E apenas estes

O que Sou, está além desse mundo,
em cuja única verdadeira felicidade,
eu encontrei nos olhares
das crianças que pari

Minha vida hoje é mantida
pela memória desse verdadeiro amor
E pela esperança de sorrisos

Minha amada filha, eu existo para que você saiba de onde veio.
Observa sua respiração agora
E sinta-se envolvida por esse amor que sinto aqui.

Anúncios