Sobre úteros e túmulos


“…Quando saímos do útero materno e penetramos no útero social, choramos! Quando saímos do útero social e penetramos no útero do túmulo, outros choram por nós!  Na saída e na entrada da vida, as lágrimas irrigam nossa história! Por que, sras e srs??

As lágrimas na entrada e despedida da vida revelam que a existência ‘e o Show dos Shows, o  espetáculo dos espetáculos, pautada por inumeráveis emoções. Drama e comédia se alternam. Brisa e tempestade, saúde e doença são privilégios dos vivos.

Das crianças aos idosos,  dos ocidentais aos asiáticos, todos enfim experimentam, no script desse espetáculo, em maior ou menor escala, a brisa do êxito e a trama da derrota, o sabor da fidelidade e o paladar da traição, a textura do alivio e a contingencia da dor…”

 Anne Frank
Anúncios