A fábula da ausência humana


luz

“A mulher, o sapo seco, o alquimista e a busca

Era uma vez uma mulher que se sentia muito insatisfeita em todos os níveis e foi consultar uma cartomante que lhe disse que a causa de todos os seus infortúnios era um sapo seco, guardado numa caixa, que foi enterrado no bairro em que ela morava na intenção da manutenção desses infortúnios.

E partir disso, ela saiu por seu bairro que era muito grande, procurando áreas vazias onde ela pudesse cavar para encontrar a tal caixa com um sapo seco dentro, que era a causa de todos os seus infortúnios.

Todos os dias essa mulher era vista pelo bairro com uma enxada na mão, cavando, cavando, procurando a tal caixa com o sapo seco dentro que era a ………………………………. .

Um dia, ao cavar num lote vago num lugar bem ermo do bairro, ela sentiu que a enxada bateu n’alguma coisa que fez um barulho como se fosse uma caixa de madeira. Ao cavar mais atentamente e com cuidado, ela viu surgir da terra uma caixa de madeira com aspecto muito antigo e, limpando-a por cima, viu que havia em sua tampa uns escritos talhados que diziam que aquela caixa pertencera a um alquimista, que a enterrou ali e, ali dentro, estava o fruto de anos de trabalho e de pesquisas.

A data inscrita datava mais de 200 anos atrás. Ao abrir a caixa, a mulher se deparou com muitas pedras caríssimas, como enormes diamantes e esmeraldas e muitos vidros com rótulos antigos que diziam: elixir da beleza eterna, elixir da alegria interior profunda, elixir da sabedoria, elixir da serenidade interior completa, elixir da paz celestial, elixir da simplicidade, e tantos outros elixires.

Olhou tudo e disse: – Não é isso que estou procurando! Ela fechou a tampa da caixa, devolveu a terra por cima e saiu dali com sua enxada na mão procurando uma caixa que continha um sapo seco dentro, que era a causa de todos os seus infortúnios.”

…Como acredito piamente em meus pensamentos, olho pra dentro.
Não estou inteiro na realidade. Deixo passar oportunidades. Não tenho tempo interno para olhar ao meu redor. No entanto, não existe outro tempo ou lugar.
Olhar para a caixa que está em nossas mão, conhecer seu valor e função, é
olhar e viver o meu “Presente”, que é onde estou…

Observe sua respiração
Articule a Mente

Sandra Moreira De Almeida
CorpoInonsciencia.com
Terapia Corporal Holística

CARTAZAULASGLORIA

 

Anúncios